musica

8 de nov de 2012

saudades



Gente seis tao bom !!!



Saudades

Sinto saudades de tudo que marcou a minha vida.
Quando vejo retratos, quando sinto cheiros,
quando escuto uma voz, quando me lembro do passado,
eu sinto saudades...

Sinto saudades de amigos que nunca mais vi,
de pessoas com quem não mais falei ou cruzei...

Sinto saudades da minha infância,
do meu primeiro amor, do meu segundo, do terceiro,
do penúltimo e daqueles que ainda vou ter, se Deus quiser...

Sinto saudades do presente,
que não aproveitei de todo,
lembrando do passado
e apostando no futuro...

Sinto saudades do futuro,
que se idealizado,
provavelmente não será do jeito que eu penso que vai ser...

Sinto saudades de quem me deixou e de quem eu deixei!
De quem disse que viria
e nem apareceu;
de quem apareceu correndo,
sem me conhecer direito,
de quem nunca vou ter a oportunidade de conhecer.

Sinto saudades dos que se foram e de quem não me despedi direito!

Daqueles que não tiveram
como me dizer adeus;
de gente que passou na calçada contrária da minha vida
e que só enxerguei de vislumbre!

Sinto saudades de coisas que tive
e de outras que não tive
mas quis muito ter!

Sinto saudades de coisas
que nem sei se existiram.

Sinto saudades de coisas sérias,
de coisas hilariantes,
de casos, de experiências...

Sinto saudades do cachorrinho que eu tive um dia
e que me amava fielmente, como só os cães são capazes de fazer!

Sinto saudades dos livros que li e que me fizeram viajar!

Sinto saudades dos discos que ouvi e que me fizeram sonhar,

Sinto saudades das coisas que vivi
e das que deixei passar,
sem curtir na totalidade.

Quantas vezes tenho vontade de encontrar não sei o que...
não sei onde...
para resgatar alguma coisa que nem sei o que é e nem onde perdi...

Vejo o mundo girando e penso que poderia estar sentindo saudades
Em japonês, em russo,
em italiano, em inglês...
mas que minha saudade,
por eu ter nascido no Brasil,
só fala português, embora, lá no fundo, possa ser poliglota.

Aliás, dizem que costuma-se usar sempre a língua pátria,
espontaneamente quando
estamos desesperados...
para contar dinheiro... fazer amor...
declarar sentimentos fortes...
seja lá em que lugar do mundo estejamos.

Eu acredito que um simples
"I miss you"
ou seja lá
como possamos traduzir saudade em outra língua,
nunca terá a mesma força e significado da nossa palavrinha.

Talvez não exprima corretamente
a imensa falta
que sentimos de coisas
ou pessoas queridas.

E é por isso que eu tenho mais saudades...
Porque encontrei uma palavra
para usar todas as vezes
em que sinto este aperto no peito,
meio nostálgico, meio gostoso,
mas que funciona melhor
do que um sinal vital
quando se quer falar de vida
e de sentimentos.

Ela é a prova inequívoca
de que somos sensíveis!
De que amamos muito
o que tivemos
e lamentamos as coisas boas
que perdemos ao longo da nossa existência...

Clarice Lispector

entrada da casa do mato



meus queridos



chega a doer








o por do sol



a natureza



a poltrona do papai



os passaros








almoços de domingo



a plantaçao vista de longe



o sorrateiro passarinho



o mensageiro do vento



meu espirito santo amado



o pao  quentinho feito na hora



o amanhecer



tia feliz da vida com os gansos



as conservas



os temperos








o escalda pés depois da lida



a calçada de sta Tereza



o cafe de la










o cheiro da serra









o cheiro do mato



as janelas gigantes da fazenda




a estrada um dia eu volto seis deve ta pensando uma mineira no espirito santo isso e uma longa historia deixa que qualquer  horinha eu conto uai 

Santa Tereza

Santa Tereza… Cidade histórica, colonização italiana. Cidade fria e aconchegante. Sorriso no rosto, bom dia! Somos levados às ruas históricas, encantados pelos casarios. Cidade dos vinhos e de natureza, que encanta pela beleza de suas cachoeiras.



Santa Teresa é um município cercado pelas montanhas da região serrana do Estado, é um dos mais importantes destinos turísticos do Espírito Santo. Cultura marcante, meio ambiente preservado, clima agradável e gastronomia são os principais atrativos de Santa Teresa. Com cerca de 40% de seu território coberto por Mata Atlântica preservada, destaca-se por ter uma das mais exuberantes bio diversidades do mundo. Terra dos beija-flores, das orquídeas e de Augusto Ruschi, patrono da Ecologia no Brasil. Berço da colonização italiana no Brasil, teve sua história iniciada em 1874. Para completar, o município de Santa Teresa é o maior produtor de uva e vinho do Espírito Santo, representando 80% da produção estadual.Sair do espirito santo do sitio e enfrentar a cidade grande é uma missão quase impossível. Foi uma peleja danada.
Acenos e apitos de trem ainda martelam em minha cabeça num eterno revirar de saudades
Cidade grande, vida nova, novos e estranhos costumes.
Cama diferente afugentando-me o sono. A lembrança saudosa da rede, o pé na parede e o balançado a me embalar noite à dentro. A labareda da lamparina acesa atentando minha memória, ardendo em meu pensamento. Faltava a cantiga de grilo, o zum-zum-zum da muriçoca e o cantar repetido do galo.
Um pão diferente que em nada lembrava o pão de la preparado com todo carinho com leite puro da vaquinha .
Se bem que, lá, o próprio pão, era artigo de luxo, pois muitas vezes escapei, comendo polenta com leite, batata doce com leite, cuscuz com leite ou tapioca com manteiga da terra. Escapei no modo de dizer, pois eu achava mesmo era bom.
De vez em quando alguém mangava de mim. A mineira denunciada na voz, era o motivo da mangação. Derramar, frouxo, acochado, bulir, eu tive que tirar do meu repertório. O trem eu tentei, mas era só me assustar que saia , cadinho trem bom gora mesmo  se ta bom !!!!! Desisti...
Ainda bem que não fiz como uma amiga que perguntou onde era um endereço eu dizia vai ate o fim la embaixo faz uma curvinha e chego quando fazia minhas quitandas
Mas certamente dei outras mancadas.aqui vai um vidio divertido quando quiser f
alar mineres ta!
A única coisa que realmente me deixou feliz foi deixar a saudade de meu pai pra trás,só que a saudade veio comigo ! Não sei se saudades tem cor.

Dizem que sim
O que eu sei é que ela tem forma
Tem gosto . Tem cheiro e peso também.
E, acreditem, ela tem asas!
Se não, como nos transportaria
Tantas vezes a lugares
Tão distantes?
E sei ainda que ela se agiganta
Quando mais tentamos
Diminuí-la.
Sei que ela dói de dor
Intensa e sem remédio
Se não fosse ela, não sei se teríamos consciência
Do tamanho da importância
Das pessoas para gente
Porque quando amamos alguém
A saudades já chega por antecipação, sorrateira
Disfarçada de algo que não conseguimos decifrar
É aquela dor fininha
De não sei o que, a angústia boba que nos invade só de imaginar
A separação
E a gente fica meio sem saber
O que fazer
Mas é assim...
É uma dor que gostamos
De sentir, um sabor que
Queremos provar , é algo
Que não sabemos explicar
Mas é quase palpável
É amor disfarçado de muita coisa
São emoções guardadas bem lá no fundo
Saudades... Do que foi
E do que vai ser
Saudades
Que nos acompanha para
Diminuir a solidão
E que nos mostra, sobretudo
Que estamos vivos.
Aprendi ainda que saudades não mata.
É só quase
A gente pensa que vai morrer
Mas sobrevive sempre
Porque ela traz escondidinha nela uma outra coisa
Que chamamos de esperança
Que nos ajuda a caminhar
Porque saudades, como o amor, não é cega
Saudades vê mais além.

6 de out de 2012

Um cantinho especial



Esse é um cantinho que Deus tem guardado para eu voltar quando eu quizer,para eu visitar,para matar saudades e para ficar sem pensar em nada!

Pois lá nada se ouve a não ser o barulho das águas dos pássaros,do vento e da chuva..Eu já comentei que, quando eu vim pra roça, eu não via nem ouvia pássaros. Eu simplesmente deixei passar os sons, porque minha cabeça estava ocupada com os problemas da terra... deixei os anjos para lá.

Mas diante deles, não tem problema... Uma hora, os olhos e ouvidos se abrem...e tudo parece novidade. Quantos seres alados, quantos ninhos... quanta vida


O canto dos pássaros ~
Setembro: Jardim Atividades: 

Poda de árvores e arbustos.

Carpina   o jardim.


Relaxar e ler um livro novo fora da estante.


Proteja plantas


Reparar o cerca.


Coloque palha sobre camas de jardim ou novas áreas não plantadas.


Ameixa e cobertura morta perenes dormentes.


Aproveite as lâmpadas e alecrim em flor.


Reparar e afinar instrumentos.


Continuar a revista de jardinagem .. tentativa de esboçar ao lado de escritos.


Dê uma caminhada lenta pelo jardim.


Observar. Criar novas metas.

~
Na mata as árvores de ameixa selvagens começaram a dar os seus frutos.

~ Depois de reunir uma boa quantidade, lavei e espalho as ameixas em uma panela em uma camada uniforme para congelar tudo. Então eu congelo e uso quando preciso

~"... E a terra dará o seu fruto, e as árvores do campo darão o seu fruto."Nós decidimos escolher uns poucos morangos para se divertir, então

andamos andamos e andamos
Nós comemos as frutas frescas e maças



* 3 xícaras de farinha, * 1,5 xícaras de manteiga / margarina, * 1/2 colher de chá de sal, * 5 colheres de sopa de água fria, * 1 ovo * 1 colher de sopa de vinagre.
Combine farinha, manteiga e sal. Misturar bem. Combine o vinagre, água e ovo. Misture todos os ingredientes c / garfo. Adicione a farinha, se necessário. Divida a massa em duas bolas, uma para a crosta, outros para cortar em tiras para o topo da torta.

Eu usei a minha frigideira de ferro fundido como o "pan torta '.

1/2 xícara de manteiga sem sal
3 colheres de sopa de farinha de trigo
1/2 xícara de açúcar branco
1/2 xícara de açúcar mascavo
1/4 xícara de água
8 maçãs  - descascadas e cortadas
1 colher de sopa de canela
~
Derreta a manteiga em uma panela. Adicione a farinha até formar uma pasta. Adicionar açúcar  e água; leve para ferver.
Reduzir a temperatura, e cozinhe por 5 minutos.
Enquanto isso, coloque a crosta inferior em sua bandeja.  Cubra com uma treliça de crosta. Derramar delicadamente o açúcar e a manteiga líquida sobre toda a crosta. Despeje lentamente, de modo que ele não fugir.
Asse 15 minutos a 200 graus, em seguida, reduza a temperatura e continue a assar por 30 a 40 minutos.
Estava uma delícia. Fantástico.
~



Nós realmente gostamos de ter galinhas, elas são tão simples para cuidar ... e a  recompensa de ovos frescos todos os dias é maravilhoso!



* 1,5 xícaras de farinha, aveia * 1/2 xícara, * xícara de açúcar 1/3, * 1 colher de sopa de fermento em pó, sal colher de chá * 1/2.




* Manteiga 1/3 xícara derretida, 1 ovo *, * leite 1/3 xícara


Misture os ingredientes ...
~
 massa para um 7-8 polegadas círculo, cerca de 1/2 polegada de espessura.
~
Em seguida, espalhe 1 colher de sopa suavizou / manteiga derretida no topo ...
~ Corte no meio da massa em seções triangulares ... Em seguida, polvilhe   / açúcar Canela cobertura (1 colher de sopa de açúcar e 1/4 colher de chá de canela) Asse em forno 375 graus por 15 minutos. ~ Enquanto espera   para assar, eu terminei a minha roupa. ~Reuni  livros favoritos para ler ... ~ na varanda da frente, montei uma pequena tabela completa com chá, , compotas de pera ...   acabou maravilhosamente! não muito doce, a cobertura adicionado apenas o suficiente especiarias, de modo a complementar o atolamento. ~ Minha família veio se juntar a mim para o chá ...
Por hoje e´ só   

3 de set de 2012

Pense na vida!!!!


Guarde no cofre


Marisa Bueloni

Um céu azul. Ah, meu Deus, se você consegue ver um pedaço de céu azul da sua janela, da porta da cozinha, de algum lugar do seu escritório ou do consultório, guarde no cofre. Esta visão é maravilhosa e não se pode desperdiçá-la. Há que ser fotografada, ampliada, posta num quadro, emoldurada pelo amor.
 

Uma sala de jantar, destas bem antigas, com o tampo meio sem brilho, em cujos veios da madeira estão gravadas as histórias de toda a família, as reuniões, os Natais, almoços e jantares, gente em volta contando causos, rindo, chorando, suspirando de saudades... Guarde a mesa no cofre.


O seu carro. Que não é novo, mas é a sua cara e raramente dá problema. Você e ele são a mesma pessoa, um é a extensão do outro. Você faz uma baliza de olhos fechados, porque conhece as dimensões do seu carro e ele entende cada manobra sua como se fosse um amigo sincero. Guarde o carro no cofre.

Um rio. Um rio de águas limpas, onde não é jogado nada in natura nele. Ao contrário, as cidades que o circundam tratam o esgoto. O rio tem peixes e você pode vê-los. A mata nativa das margens está preservada. As águas correm brilhando à luz do sol e você crê que seja mesmo o “rio de águas vivas” que espera encontrar um dia. Pegue o rio e guarde no cofre. Tranque bem, memorize o segredo.
 Você – homem ou mulher - ganhou de Deus, de presente, aquela alma feminina, altiva e translúcida, das canções do Chico. Guarde esta bênção no cofre.

Uma casa. Ah, uma casa ensolarada, com um recuo salutar nas laterais, de modo que não se ouçam os humores vizinhos. Uma casa com um jardinzinho gracioso na entrada, para plantar ixoras vermelhas. Uma casa onde se dorme o sono dos justos. Onde o coração se alegra e canta. Uma casa de verdade, em cujo terraço acolhedor os anjos fazem a reunião vespertina para o Ângelus. Guarde-a no cofre, pelo amor de Deus, e não a venda por dinheiro nenhum deste mundo.


Uma gravura de Gauguin, a Virgem de vestido estampado, numa paisagem do Taiti, com o Menino sobre os ombros. Ela está ali, no corredor, onde você começou sua coleção de arte, sem querer, garimpando pôsteres e quadros. Guarde Gauguin no cofre. E reveja quando os olhos pedirem a visão do paraíso.

Ele não fala “a nível de”, “menas”, ou “eu vou estar ligando”, tampouco “casa germinada”. É educado, inteligente, sabe usar um blazer quando é preciso, e é a bondade em pessoa. Case com ele e guarde-o no cofre.

Lembra do caderno brochura, usado lá no antigo primário, em cuja capa de trás estava impressa a letra do Hino Nacional? Se encontrou um desses numa caixa de guardados, com aquela sua letrinha primitiva, manuseie com cuidado e guarde no cofre.

Um travesseiro. Ele é maravilhoso, não dá dor no pescoço e acorda-se flutuando em nuvens de algodão. Celebremos esta bênção, sobretudo depois de experimentar uma montanha deles, juntando pilhas no armário do quarto. Este nosso achado precioso, guardemos no cofre.

Você vive uma paixão devastadora, de ficar sem dormir e sem comer, ou, como diria um amigo fugido, de “arrastar o rabo na cerca”? Guarde esta paixão no cofre.

Os sapos dizem muito do que somos - disse a reportagem na tevê. Estamos usando produtos químicos que afetam os mananciais e causam mutações nos sapos. O brejo está silencioso e não produz mais o coaxar típico. O sapo é uma criatura pacífica e está em extinção. Vendo um destes batráquios por aí, pegue-o delicadamente, faça um carinho nele e guarde-o no cofre.

Uma pessoa. Uma pessoa que parece ter saído de um conto de fadas. Além de tudo, ela sabe dizer “por favor”, “com licença” e “muito obrigado”. Guarde esta criatura do Avatar no cofre. Deixe uma aberturinha para ela respirar, tá?

Um amanhecer com uma luz que você nunca viu. A sensação de plenitude na alma no final da tarde. Um pôr de sol estonteante. A contemplação de estrelas profundas no céu, com lágrimas escorrendo pela face. Guarde toda esta beleza no cofre.

Você já tem mais de 70, mas vai ao baile como se tivesse 20 e ainda sabe dançar tango. Misericórdia! Guarde esta habilidade no cofre. Seu cachorro entende tudo o que você fala para ele. Você tem uma foto de quando ela ainda não era loira, com o rostinho transbordando juventude e felicidade. Guarde bem fechado no cofre.

Há uma pracinha arborizada perto da sua casa, onde as crianças correm, brincam e tomam sol. Guarde no cofre. Você tem a pele bonita, sem manchas, que sorri quando você sorri e conta a beleza da sua idade. Guarde no cofre. Você tem um sonho para realizar, uma viagem de navio, morar numa praia deserta, estudar Filosofia. Guarde os sonhos no cofre.

Se você tem o livro de crônicas de Clarice Lispector “A descoberta do mundo”, guarde no cofre. Se tiver o primeiro livro de poesias do Sergio Antunes, “A casa da infância”, guarde no cofre. Você tem um livro autografado por Drummond? Eu tenho (“Para Marisa, que tanto ama e dignifica os livros.”) e guardo-o no cofre!

Você é uma pessoa feliz, bem resolvida, e passa uma bela imagem de integridade. Guarde-se no cofre! Sua fé é inabalável, a ponto de dar a vida por ela. A fé está acima da sua necessidade básica de sobrevivência? Guarde a fé no cofre. Nos dias de hoje, meu anjo, isso não tem preço, você sabe.

passaros

center>