musica

30 de abr de 2011

Prenúncios da primavera



Prenúncios da primavera

O mês de julho foi anormalmente quente. Só esta semana, uma frente fria passando pelo estado, fez-nos lembrar que ainda estamos em pleno inverno.

Mas ninguém contou isso à natureza. Algumas espécies parecem ter acordado antes do tempo,




flores estao en nossa janela estão de volta. Todos os anos a família constrói seu ninho no aqui na arvore Em seguida, eles passam o verão espreita em nossas janelas. Realmente o nosso andar superior é uma área de privilegios antes de alimentar os pequeninos.Ainda assim, eles parecem gastar muito tempo procurando em nossa porta.


A cama rosa é no auge. As rosas , os lírios de dia, , e todos . Eu aprendi com o ano passado que fertilizante no tempo certo você irá obter no final, otimos resultados.

"O tempo não para!..."



"O tempo não para!..."



"Só a saudade é que faz as coisas pararem no tempo..."(Mário Quintana)







Enfeite da natureza



Enfeite da natureza



Não canso de falar, que a coisa mais bonita na minha casa é a vista da mata em volta. De todas as janelas o que se vê é o verde, contrastando com um céu sempre azul.

Os cômodos da casa são bem compactos e a suíte, não comporta um banheiro grande o suficiente para caber uma banheira como esta:



Acho que eu me esparramaria nessa banheira, observando a vista, e esqueceria até do blog...

Espaço não tenho, mas a vista, sim!
Outro dia, bem cedo pela manhã, abri os olhos e notei uma luz diferente entrando pela janela. A mata estava de um verde amarelado. Levantei, meio cambaleante, olhei pela janela do banheiro: o céu estava tão bonito,


Quando desci as escadas, na minha agilidade matutina, o efeito de luz já não era igual, mas dá pra se ter uma ideia:


Lembrei daquele versículo, em Provérbios 4:18:


"Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora, que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito."


Bom dia a todos!

Casa rústica Uma "casa de roça", tudo a ver comigo

Uma "casa de roça", tudo a ver comigo:

(imagens retiradas da internet)

Tem ora que da vontade de sumir





Eu quero uma casa no campoOnde eu possa compor muitos rocks ruraisE tenha somente a certezaDos amigos do peito e nada maisEu quero uma casa no campoOnde eu possa ficar no tamanho da pazE tenha somente a certezaDos limites do corpo e nada maisEu quero carneiros e cabras pastando solenesNo meu jardimEu quero o silêncio das línguas cansadasEu quero a esperança de óculosMeu filho de cuca legalEu quero plantar e colher com a mãoA pimenta e o salEu quero uma casa no campoDo tamanho ideal, pau-a-pique e sapéOnde eu possa plantar meus amigosMeus discos e livrosE nada mais
Para homenagear:Já pensou, fugir para um lugar onde ninguém pode encontrá-lo?!Esquecer dos problemas...Respirar o ar puro e perfumado do campo( vale, cheiro de esterco de vaca, também!)...Jantar à luz de velas, sem nenhum barulho de máquinas. Dá até pra escutar o som desta sua máquina, no peito: Tum,tum...Tum, tum...Nada de comida complicada: tudo simples, fácil e saboroso( e sem microondas)!Depois, dormir numa caminha confortável, que essa rotina cansa......Ou naquela redinha, debaixo de uma árvore, aproveitando a fresca da tarde. Ninguém é de ferro!
Descansou? Eu, também! !(imagens retiradas da internet)


"Entra e toma um cafezinho...


Vamos tomar café da manhã?


flores...

Ao explorar o quintal para colher  encontrei varias   espécie de   no tronco de um manacá da serra:


Do quintal à cozinha

natureza



O outono começou prometendo mais chuva.
Algumas regiões sofreram estragos causados pelas "águas de março fechando o verão, mas aqui ela é necessária e bem-vinda.Há poucos dias, dando um giro pelo quintal após uma semana de chuva, encontrei boas surpresas
Durante a "blitz" descobri uma "construção" não autorizada, bem no meio da minha horta:



E vêm mais por aí...





Algumas flores enfeitam o caminho:

Nesta, o Criador parece ter jogado um balde de tinta:
A orquídea miúda no ipê:
Outra espécie, que também gosta da mesma árvore

E as lilases:











Meus canteiros





um trabalho ardo


flores e legumes depois da chuva


Adoro o cheiro da terra úmida, 
 a sensação de grama molhada nos pés descalços
e especialmente a luz na chuva restantes
como o sol reaparece com o desembolso de nuvens de tempestade.











CONTINUANDO NO QUINTAL


Continuando pelo quintal...



:

 tem um pé de manacá"...


Tem orquídea pingo de ouro, também:


Tem ipomeia e gerânios na janela:


Tem mata em volta:


A rosa aberta é presente, de vez em quando:

a casa


No quintal de casa...



No sábado à tarde, fui chupar laranja no pé.

Temos um pomar ,e uma horta

 flores é uma suculenta que nasceu sozinha  , presente da natureza(  , :Temos alguns pés de manacá da serra
Quando essa árvore floresce, fica tão carregadinha, que parece um enorme buquê de flores brancas, lilases e rosas:

Aqui, o resultado de tanto esforço, aparecendo em frutos:


A hortinha do pequeno, onde o lixo orgânico da casa é usado como adubo:





Tenho alguns temperinhos: salsa, cebolinha, manjericão, salsão, alecrim, cidreira.




Ainda: alface, rúcula e rabanete.


Com um pouco de bom senso, consciência e muito trabalho braçal, dá pra se transpor obstáculos naturais. Temos contra nós: o terreno acidentado, terra pobre e pouca água. O negócio é ter criatividade!

CASA DE CAMPO.



CASA DE CAMPO.


Está chegando o carnanal. . . mas enquanto uns caem na folia outros aproveitam os feriados para descansar. O que é o meu caso. Corro do carnaval!!! Existem lugares maravilhosos apropriados para relaxar e descansar. Essa casa de campo que vou postar aqui é perfeita! Uma pena que está looonge daqui e claro looonge da minha realidade. rsrsrsrrs, mas sonhar é bom amiga e faz bem pra pele. . . .
Esta casa de campo, localizada em Plascassier, no sul da França, pertenceu à cantora francesa Edith Piaf. Ela adquiriu a construção de mais de dois séculos na década de 1950 e lá morou até sua morte. A propriedade de estilo rústico é ampla: são sete suítes, distribuídas em 450 metros quadrados.

.








Destaque para a área interna,
com vigas de madeira expostas nos quartos,
uma claraboia na sala e piso de cerâmica na cozinha e no banheiro.















Já na parte externa, um detalhe de decoração meio duvidoso:

a escultura de um hipopótamo na água, ao lado da piscina.

Confesso que não me agradou muito, eu tiraria esse hipopótamo.

E aí o que achou?

Vai escolher uma casa de campo também?

Comente amiga!(imagens retiradas da internet)

Vai um quiabinho ai


Esta postagem é do Cesar da http://chacaradaspedras.blogspot.com/2011/01/quiabo-que-delicia! Gostei e postei


O espaço que temos aqui na chácara não é muito grande, principalmente porque temos muitas árvores frutíferas, mas sobra um pedacinho para plantar outras coisas. No momento estamos colhendo muito quiabo. Bastam poucos pés para que a colheita seja bem generosa. Há aqueles que não o suportam, mas aqui, todos adoram, seja refogado, com frango ou frito, este o meu predileto. Já que estou de férias, e férias de professor é razoável, aproveito para fazer o almoço e esta semana aproveitei para fazer um quiabinho frito. Lavei, sequei, tirei as extremidades, cortei e fritei no óleo bem quente. Não uso limão para fritar.




http://chacaradaspedras.blogspot.com

Frutiferas



O prazer de cultivar árvores em canteiros ou vasos no jardim de casa e poder se alimentar de seus frutos é incomparável. Veja dicas e escolha a sua frutífera preferida!











Símbolo de boa sorte, a romã se adapta bem a climas quentes e amenos e aparece sobretudo em novembro. Pode chegar a 5 m de altura. No plantio, o espaçamento entre as mudas deve ser de no mínimo 5 m















A pitangueira pode ser plantada em canteiros ou vasos e o período de frutificação vai de outubro a janeiro















Motivo da compra do terreno, a jabuticabeira recebeu, sob a copa, um deque de madeira cumaru, que facilita a limpeza dos frutos que caem no chão. Um banco abraça a árvore e convida os moradores para bons momentos de relaxamento











Com a perda das flores, a jabuticabeira já começa a mostrar os frutos, que gradativamente passam de verdes para avermelhados e, depois, negros. A colheita vai de setembro a dezembro















Outra opção para se ter em casa é o pessegueiro, que dá frutos entre agosto e março
(imagens retiradas da internet)

passaros

center>