musica

22 de abr de 2011

Cafezinho mineiro

Cafezinho mineiro




Na mesa


Alphonsus de Guimarães Filho
Sobre a toalha, o pão,
o bule, as xícaras, o café
confabulam. Que dizem
no seu silêncio de coisas
tocadas de esperança,
da latente esperança
da manhã? Dir-se-ia
que se sentem ligados
à vida - ou que na vida
se irmanam, se confundem,
pousados sobre a mesa
como em seu próprio mundo,
pousados no silêncio
como se tudo fosse,
para eles, a dádiva
fascinante, translúcida.

A um canto, solitária
uma faca os espia.


O mineiro está sempre pronto para tomar um cafezinho.


Na casa do mineiro, após terminado o almoço, já se deixa a toalha na mesa, pensando no cafezinho das 4:30 da tarde. Mas não é só uma xícara de café, ele vem acompanhado de pães, broas, bolos, biscoitos, pão de queijo, queijinho frescal.




Mineiro é desconfiado...
te recebe no terreiro.
alí Mas se você é viajante,




é novo por essas bandas,
te faz chegar na varanda
e alí mesmo ele serve,
um café forte, fresquinho
e um balaio de quitanda.
Se é um vizinho,um compadre,
ou se tem com o mineiro
uma dose,
dessa boa intimidade...
Então vocé vai pra cozinha,
pra beirada do fogão,
porque pra quem é amigo
não tem mais conversa não..
O mineiro abre logo
a casa e o coração
Espero que gostem tudo aqui e informaçao e muito carinho bj

Um comentário:

  1. o que posso dizer e que e gostoso demais ficar escutando esse baruinho...

    ResponderExcluir

volte sempre

passaros

center>