musica

28 de fev de 2012

Depois da chuva;...




“Por muito tempo achei que a ausência é falta.
E lastimava, ignorante, a falta.
Hoje não a lastimo.
Não há falta na ausência.
A ausência é um estar em mim.
E sinto-a, branca, tão pegada, aconchegada nos meus braços,
que rio e danço e invento exclamações alegres,
porque a ausência assimilada,
ninguém a rouba mais de mim.”

Carlos Drummond de Andrade






hoje o tempo esta bom!




Em nossa propriedade, certamente, ver um bom número dos convidados indesejados, como cobras:



Estas criaturas horríveis em todos os lugares no jardim ... eles também estão muito à vontade em nossa varanda ... e, ocasionalmente, dentro de nossa casa! Mas ao longo dos anos temos vivido aqui no meio do cerrado, também tivemos uma série de convidados inesperados ... e eu estou me referindo à variedade da vida selvagem, e não aqueles primos que apareceram !






ainda está florescendo ...




e deixando um tapete da bela roxo em forma de tapete flores em todo o chão ao redor da árvore.



De volta para o jardim do pátio ... existem muitas plantas começando a florir agora.



É lindo de ver o florescer.........
Hoje acho que chove mais tarde




tudo se renova

.










os fundos da casa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

volte sempre

passaros

center>